15 de fevereiro de 2010

O Nevoeiro

Arte by kraftili
O Nevoeiro
Por Luísa L.

Ele surge de mansinho,
Silencioso como o abismo do tempo.

Invade o meu corpo num afago húmido e
Gela-me a alma. Apaga-me o horizonte.
Os meus passos perdem-se no espaço e
Eu caminho em redor de mim
Num circulo sem fim.
As ideias vagueiam num círculo vicioso.

Cada vez mais impenetrável
Devorou o Leste.
Onde nascerá o sol?
O meu coração procura o seu calor
Num círculo virtuoso.

24 comentários:

  1. Olá, Luisa!

    Linda poesia que retrata o sentimento e o amor pela vida e pelas coisas maravilosas que ela proporciona a cada um de nós.

    Abraços

    Francisco Castro

    ResponderEliminar
  2. Muito bonita, Luísa.
    Pude sentir a tristeza dos amores distantes, a saudade que envolve a alma como uma névoa, cobrindo de cinza o colorido da paixão.
    Não sei se essa foi a intenção, mas foi o que a minha percepção pode perceber.
    Beijos
    Bel

    ResponderEliminar
  3. Olá querida amiga!
    Adorei a linda poesia que nos trouxe. Transpira muitos sentimentos de paixão.
    Me fez lembrar que mesmo nos dias de névoas, temos que lembrar que por detrás dela, existe um sol brilhando.
    Bjs, Fernandez

    ResponderEliminar
  4. Luisa

    Muito linda poesia.Apropiada para esta época que estamos.
    Quando é que chega a primavera?!...

    beijnhos
    joana

    ResponderEliminar
  5. Olá Luisa,

    O nevoeiro nos dá a sensação do tudo e do nada, é o ar úmido a nos tocar e tirar a visão. Mas a sensação é da eterna busca da luz, que por trás das brumas se esconde..

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Oi Luisa,

    Gostei de tua poesia, mas não pensei em paixões, como os outros amigos que comentaram. Pensei sim na névoa geladinha que nos envolve e que deve ter tomado conta da sua terra.O nevoeiro nos faz ter pensamentos diferentes e misteriosos.

    bjs

    ResponderEliminar
  7. Grande Luísa, com certeza descrito desta forma o "Fog" nos remete a uma situação realmente de suspense e perguntas ...

    ResponderEliminar
  8. Ele surge de mansinho,
    Silencioso como o abismo do tempo.
    Luísa.... amei esta frase, não só o nevoeiro surge desta forma.... nossos mais doces desejos e nossos mais fortes medos também!
    Beijo no coração

    ResponderEliminar
  9. Luísa,

    Lindo poema minha amiga!

    Você conseguiu colocar o amor de uma forma muito sutil, com a delicadeza dos amantes sonhadores.

    Adorei!

    Bjs.

    Rosana.

    ResponderEliminar
  10. Oi, Luísa, gostei muito do seu poema. E, de nevoeiros eu entendo um pouco. Já estive nele, mas encontrei o sol de Deus que me tirou da névoa em que me encontrava suberso.
    Um grande abraço!
    João

    ResponderEliminar
  11. Olá querida amiga Luísa,

    Parabéns por nos presentear com tão linda poesia.

    Versos de ouro, de qualidade sem par, que deixam expostas as veias literárias de seu ser.

    Amei! Adoro as poesias que escreve.

    Beijo no seu coração,
    Carinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

    ResponderEliminar
  12. Luiza que forma linda de expressar o amor!!!

    Parabéns pelas lindas palavras.

    bjs

    Joicinha

    ResponderEliminar
  13. Oi, minha querida!

    Essa procura pelo Sol, ainda que nos esmague os pés com a ansiedade de aparentes milhares de anos (em minutos, apenas) realmente é algo virtuoso demais. É desejar a Vida, ao invés da anulação.

    Creio que, se não existisse o "Nevoeiro", se tudo nos estivesse às claras, não haveria ímpeto no mundo, nem heroísmo nos romances, nem o prazer do meio dia acéu limpo!!

    Lindo demais!!

    Bjs!!

    Ebrael.

    ResponderEliminar
  14. Bela, bela.
    Parabéns Luísa
    Eninha

    PS.Parabéns também pelo blog, belo com conteúdo interessante.
    Eninha

    ResponderEliminar
  15. Olá, madame!!!
    Achei vc... Mas o que havia acontecido?
    Gostei desse poeminha, bjs.

    ResponderEliminar
  16. Amiga Luísa,

    Linda poesia, parabéns!

    Muito agradecido pela sua visita e por tão carinhosa mensagem de condolência.

    Grande e fraterno abraço,

    FrancK

    ResponderEliminar
  17. Querida, tem selo/meme em meu blog para você!! Beijão!
    Prêmio dardos para as amigas do diHITT

    Linda semaninha!!

    ResponderEliminar
  18. meu coração também se encontra enevoado...

    ResponderEliminar
  19. Olá Luiza...
    Vim buscar seu banner pra colocar lá no cidade da leitura, ok?
    Abração.
    estamos juntos!

    ResponderEliminar
  20. Olá !
    Adorei seu blog, já estou seguindo.
    Depois vai lá no Meu, somos vizinhas, eu moro na Irlanda!
    :)

    beijos
    http://kaestoueu.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  21. Luisa.... que poema mais fantastico! Este seu lado de poetisa é maravilhoso! Ahhhh que doce nevoeiro, nada talvez possa ser visto, apenas entendido, pode-se tocar, ou apenas sonhar.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  22. Poesia muito linda!
    Seu blog tambem!!!
    bjus
    LUISA
    ;)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...