25 de maio de 2011

Hoje Perdi um Amigo

17 comentários
Hoje perdi um amigo. Estou triste. Angustiada. Paralisada. Não sei definir... mas sei que não devia. Este não é o tributo que lhe deveria prestar. Ele iria detestar ver-me assim, como uma barata tonta, completamente incoerente, a ler os seus escritos antigos e a chorar. A rir entre lágrimas das suas charadas e larachas. Então resolvi acalmar-me. Disse uma data de palavrões. Gritei aquelas coisas que se gritam quando nos sentimos injustiçados, “Porra, que merda! Onde é que deus anda com a cabeça? Com tantos cabrões no mundo, tinha que levar um homem bom?”, fiquei um pouco mais aliviada.

Então lembrei-me que, talvez ele gostasse de ouvir uma música, lá onde está, se é que está nalgum lugar. Mas isso é pouco importante. Esta, ele descobrira recentemente e apreciava particularmente.

É para ti, Radi. Vou imaginar que a consegues ouvir e deleitar-te. Vou acreditar que, enquanto fechas os olhos e flutuas ao sabor do vento, eu ouvirei a tua voz longínqua, apenas sonhada “é iççço, Lu, vou dedilhar no violão esses acordes divinos.”


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...